Resenha – Um presente da Tiffany

Oie, tudo bem?

Hoje vim falar sobre o livro Um Presente da Tiffany, escrito pela Melissa Hiil, publicado pela Intrínseca .

É véspera de Natal em Nova York e, na emblemática loja Tiffany da Quinta Avenida, dois homens estão à procura de um presente para as mulheres que amam.

O livro conta a história de dois casais, Ethan após perder sua esposa, vive com sua filha, Daisy, uma menina encantadora de oito anos que é super preocupada com alimentação. Ele acredita que está na hora de pedir sua atual namorada, Vanessa em casamento, aproveita a viagem para Nova York e compra um anel de noivado da Tiffany.

O outro casal, formado por Gary, um cara um tanto ligado a sua moto e seus amigos, não possui bons modos, namora uma das sócias do restaurante Stramboli, Rachel, uma bela mulher apaixonada por panificação e pelo seu namorado. Ela deu uma viagem dos sonhos para Gary, alguns dias em Nova York.

WhatsApp Image 2018-04-07 at 5.47.39 PM

O caminho desses casais se cruzam em um acidente na Quinta Avenida, Gary sofre um acidente na Quinta Avenida, acaba muito machucado, Ethan vê a cena e resolve ajudar, porém suas sacolas de compras acabam sendo trocadas. Gary havia comprado uma pulseira para sua namorada, que vai acabar nas mãos de Vanessa (namorada de Ethan), e o anel de noivado de Vanessa, vai parar com Rachel ( namorada de Gary). Bom, a confusão só está prestes a começar!!

Ethan após descobrir a troca, tenta trocar o presente, porém Gary não tem nem ideia que o anel possa ser de outra pessoa. Após a viagem, Ethan vai passar alguns dias em Dublim para encontrar Rachel e tentar resolver a situação, porém o resultado dessa viagem é só mais uma confusão, ele percebe que Rachel está muito feliz com o noivado, e não tem coragem de quebrar o coração dela.  Terri, dá uma ajudinha de forma inusitada e o anel volta a dona.

Vanessa começa a organizar o casamento, como seus pais moram em Dublim, onde ela nasceu e passou parte da vida, resolve marcar o casamento na cidade, e contrata o serviço do Stromboli para o casamento…  Ethan precisa ir a cidade para acompanhar sua noiva, acaba encontrando com Gary, Terri e Rachel! Bom não tem muito como falar dos detalhes, senão haverá spoilers!

Eu amei esse livro, a história é envolvente, todas as pontas da trama se encontram e há um porque de cada situação. A narrativa é leve, as vezes um tanto ”bobinha” mas não é algo que comprometa o livro. Os personagens são bem interessantes e distintos, o que acrescenta uma riqueza no livro.

Além da ambientação das cidades, Nova York e Dublim! Algo que eu gostei muito foi ter um restaurante na história, Stromboli para um lugar encantador, é bem interessante como a autora faz a descrição dele, e como as donas são apaixonadas por gastronomia.

O último capítulo deixa um pouco a desejar, não pelo final, mas como é construído, durante o livro, as cenas são bem construídas. porém o final é meio ”nhé”, a forma como acontece. Entretanto, o epílogo é sensacional!

É um livro leve, divertido e envolvente! Sabe quando parece que estamos em uma ‘ressaca literária’? Ele é perfeito para esses momentos! Super recomendo!

Bom, por hoje é isso!!

PS – estava pensando em como minhas resenhas anteriores eram muito superficiais, e esse ano quero me dedicar mais ao blog. O que vocês acham de resenhas assim? Um pouco mais completas e detalhadas? Ou se tiverem uma sugestão super aceito!! :)

Beijos, e até mais!! <3

Anúncios

Resenha – Tartarugas até lá embaixo

Oie, tudo bem com vocês?

Hoje vim falar sobre o último livro do John Green, Tartarugas até lá embaixo, publicado pela Intrínseca. Tem outras resenhas dos livros do autor aqui no blog, Quem é você Alaska e O teorema de Katherine

O livro conta a história de Aza Holmes, uma adolescente com TOC,  mora junto com sua mãe. Em meio as frustrações do  ensino médio, se envolve em uma investigação do desaparecimento de um bilionário. Junto com sua amiga, embarcam para descobrir o que houve.

WhatsApp Image 2018-03-31 at 3.24.45 PM

Aza volta a se aproximar de um antigo amigo e que também é filho do bilionário,  Davis,  que vive com seu irmão, Noah.

Daisy, melhor amiga de Aza, é super fã de Star Wars, escreve uma fanfic sobre os filmes, e em uma dessas histórias, se inspira na sua relação com Aza, onde a amiga acaba focando somente em seus problemas.

Juntas, elas descobrem uma pista sobre o desaparecimento de Russel Pickett, porém a pedido de Davis, não revelam a polícia.

Eu fico um pouco confusa decidir se gosto ou não do livro, assim, a história é bem legal, envolvente, é diferente dos livros anteriores do autor, porém algo que me incomoda é que os personagens sempre parecem mais velhos do que são, em média eles tem 16 anos, acredito que idade não tem nada a ver com maturidade, mas não há momentos em que os personagens sejam mais ”suaves” ou que passem situações compatíveis. Não consigo identificar minha adolescência com os livros.

Mas voltando ao livro, é muito interessante a abordagem da espiral de pensamentos, onde um pensamento ruim leva a outro, e nisso acabamos nos afundando em pensamentos com situações irreais.

Bom, por hoje é isso!

Até mais! <3

Resenha – Amor e Gelato

Oie, tudo bem com vocês?

Já estava com saudades de fazer resenha por aqui! O livro de hoje ganhei de presente em um amigo secreto, Amor e Gelato foi escrito por Jenna Evans Welch, publicado pela Intrínseca.

WhatsApp Image 2017-12-25 at 6.10.27 PM (1)

Quando vi o livro, achei que seria mais um romance bobinho… leve engano! O livro é surpreendente!

Lina vai passar o verão em Florença atendendo o último pedido de sua mãe, porém ela não está muito animada com a viagem. Fica hospedada em uma casa no meio de um cemitério! Na mesma casa onde sua mãe passou parte da adolescência, como foi deixar a faculdade de enfermagem para estudar fotografia.   Nessa viagem, a mãe de Lina fica grávida e precisa voltar para a casa dos seus pais, e o pai da criança não assume… Lina passou os 16 anos sem saber quem é o pai.

WhatsApp Image 2017-12-25 at 6.10.27 PM

Ela encontra um diário que sua mãe escreveu, dentre relatos sobre o dia a dia, encontra algumas passagens misteriosas sobre um cara X. Empolgada a descobri a verdade, junto com seu novo amigo Ren, onde conheceu em uma caminhada pela região.

 

O livro é envolvente, a cada dia, Lina vai se soltando e deixando se contagiar. Algo que chamou muita atenção é que o livro não foca na Itália em si, as paisagens são só um detalhe e não o foco principal. Super recomendo o livro!

Eu vou, porque é mais assustador não ir!

Até mais! <3

Resenha – Pax

Oie, tudo bem?

Hoje vim falar sobre Pax, escrito por Sara Pennypacker, publicado pela Intrínseca, em capa dura, conta com ilustrações.

O livro conta a história de Peter e Pax, um menino e sua raposa, os capítulos são divididos entre Peter falando como foi forçado a abandonar seu amigo, e Pax relatando como está sendo viver no mundo selvagem. O enredo é sobre a criança em busca do reencontro do seu animal de estimação.

Ao longo da trama, descobrimos um pouco sobre o passado dos amigos, como era  a convivência de ambos, além do ambiente de guerra, viemos como é afeta  o lado dos humanos e dos animais.

Outra personagem importante, é Vola, que serviu ao exercito e agora vive em uma casa na floresta. Ela acolhe Peter em um momento difícil, assim, começa uma trajetória de mudanças de pensamentos, novos hábitos e auto conhecimento.

20171102_185752_Richtone(HDR)

20171102_185958_Richtone(HDR)

20171102_185824_Richtone(HDR)

20171102_185929_Richtone(HDR)

20171102_185914_Richtone(HDR)

O livro é bem interessante, a leitura é leve e rápida. Dá aquela vontade de saber mais e mais sobre as personagens. O final apesar de não ser o que esperamos, é interessante, a mensagem que passa ajuda a passar por algumas fases da nossas vidas.

Super recomendo o livro!

Por hoje é isso, até mais! <3

Resenha – Meu coração e outros buracos negros

Oie, tudo bem com vocês?

Hoje vim falar sobre um livro que eu sempre passava por ele, olhava, mas deixava de lado, até um dia resolvi comprar haha

20170820_160945

Meu coração e outros buracos negros, escrito por Jasmine Warga, conta a história de Aysel, uma adolescente esperando a hora certa para morrer. Após a prisão de seu pai, vai morar com sua mãe, seu padrasto e meios irmãos.

Porém ela não tem coragem para tal ato sozinha, buscando sites sobre suicídios, encontra um site destinado a parceiros, onde conhece Roman, um garoto popular na escolha, praticante de esporte, onde teve uma parte de culpa pelo falecimento de sua irmã.

20170820_161003

Após algumas conversas, encontram-se e começam a planejar o dia em questão. Entre um encontro e outro, os dois ficam mais próximos.

Às vezes, imagino que meu coração é como um buraco negro – tão denso que não há espaço para a luz, mas isso não significa que não possa me sugar para dentro dele.

Sobre o livro, a escrita é fácil de ler, porém  o conteúdo é um pouco pesado, o suicídio é encarado de uma forma direta, sem meias palavras, não o romantizando.  Os motivos de ambos são diferentes, mas profundos. Porém acho um pouco negligente o final do livro,  onde fica um pouco subentendido que um dos personagens não vai ter ajuda médica.

20170820_161125

O final do livro deixa algumas brechas, algumas coisas sem explicações, vejo  lados positivos e negativos.

Ele aperta minha mão com tanta força que não consigo senti-la  mais. Queria que alguém fizesse isso com meu coração

De uma forma geral, o livro é bom, é interessante ver o suicídio em outro ponto de vista.

Bom, por hoje é isso. Espero que tenham gostado.

Até mais <3

 

Resenha – A arte de ouvir o coração

Oie, tudo bem?

Hoje vim falar sobre um livro que ganhei há alguns meses, um pouco diferente do que estou acostumada a  ler, provavelmente passaria despercebido por mim.

20170820_161518

A arte de ouvir o coração escrito por Jan-Philipp Sendker, o livro conta algumas histórias que se intercalam. Após a sua formatura, Julia descobre que seu pai sumiu sem deixar pistas.

Uma história de amor comovente e inspiradora, A arte de ouvir o coração vai ensiná-lo a ver o mundo de outra forma.

Um tempo depois, ela encontra uma carta de seu pai destinada a uma pessoa chamada Mi Mi, endereçada a Birmânia. Julia decide tentar desvendar o sumiço de seu pai e embarga para o país.

20170820_161538

Em uma vila modesta onde Mi Mi morava, conhece um senhor chamado U Ba que oferece para contar uma história, relutante, ela acaba aceitando. Assim conhecemos um menino chamado Tin Win, que devido as superstições do vilarejo, via-se amaldiçoado, após a morte de seu pai, é abandonado pela mãe e criado por uma vizinha.

Os olhos e ouvidos não são o problema. É a raiva que nos cega e nos ensurdece. Ou o medo. A inveja, a desconfiança.

Entre uma história e outra, aprendemos com a força de Tin Win, com a simplicidade de levar a vida, intercalando com partes da estadia de Julia na cidade.

Nossos órgãos sensoriais adoram nos enganar; e os olhos são os que mais enganam. Dependemos muito deles. Acreditamos que vemos o mundo ao nosso redor, e ainda assim, só vemos a superfície. Devemos aprender a perceber a verdadeira natureza das coisas, sua substancia e os olhos costumam atrapalhar mais do que ajudar nesse aspecto. Adoramos ser deslumbrados.

Sobre o livro, é bem fácil de ler, a história tem um desenrolar interessante, como um acontecimento leva a outro, a evolução dos personagens, mostra uma forma diferente de amor, um pouco diferente de compreender. Recomendo o livro, é bem interessante, tanto a história, como conhecer uma nova cultura.

Por hoje é isso!

Até mais <3

Resenha: Tudo e Todas as Coisas

Oie, tudo bem com vocês?

Hoje vim postar uma resenha, depois de um tempinho hehe Peço desculpas, mas é que com a correria do dia-a-dia acaba não sobrando um tempinho.

O livro que vim falar é Tudo e Todas as Coisas, escrito pela Nicola Yoon, publicado pela editora Conceito. Conta a história de  Madeline Whittier, uma adolescente que tem alergia ao mundo, nunca saiu de casa, passou seus 18 anos com livros, internet e jogos com a mãe.

20170502_165724

20170502_170105

20170502_165746

Seus dias sempre são iguais, estudar com tutores via internet, ler muitos livros, e as vezes, reler de traz para a frente, jantares temáticos com sua mãe e a sua enfermeira. Quando novinha, seu pai e se irmão faleceram em um acidente, desde então, passou ser ela e sua mãe.

O vazio – Um universo  que pode ser criado em um piscar de olhos também pode ser destruído com o mesmo movimento

Sua vida começa a mudar, quando uma nova família muda-se para a casa ao lado, Mad fica observando, e vê que tem um rapaz  junto, Olly. Ele e sua irmã, tentam contato com a família de Mad, porém, sem sucesso.

20170502_165826

Olly fica intrigado, e tenta conversar com Mad escrevendo na janela do seu quarto. Os dois começam a trocar mensagens, e logo estão amigos. Mas mal sabem eles, que tudo está para mudar.

20170502_170021

Minha doença é tão rara quando famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Qualquer coisa pode desencadear uma série de alergias. Não saio de casa – nunca saí em toda a minha vida. As únicas pessoas com quem convivo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.

Estava acostumada com minha vida até o dia em que ele chegou. Pela janela, olho para o caminhão de mudança, e então o vejo. Ele é alto, magro e veste preto da cabeça aos pés. Seus olhos são azuis como o oceano.

Talvez eu não possa prever o futuro, mas posso prever algumas coisas. por exemplo, estou certa de que vou me apaixonar por Olly. E quase certo que será um desastre.

O livro possui os capítulos bem curtinhos, uma leitura leve e gostosa.  Os personagens são interessantes, a mãe da Mad, um tanto depressiva e controladora. Mad, um pouco egoísta, e Carla, uma mulher que sabe o que faz, cheia de si, que por sua vez, acaba sendo mais mãe, do que a biológica. E Olly, um garoto encantador, apesar dos seus problemas em casa, consegue ser gentil.

20170502_170003

A história fala um pouco da vida da Mad como está, a rotina, e como muda quando Olly chega. E que mudança.  Difícil acreditar no final que essa história tem! Gostei muito, bem criativo!! Acho que poderia ter sido melhor abordado alguns pontos, foi tipo ”jogar e sair correndo’ haha. Algumas partes no meio da história, lembram um pouco A Culpa é das Estrelas.

20170502_165931

A edição é bem bonita, nos desenhos da capa, tem referencias de algumas coisas da histórias, a mistura do fundo branco e o colorido, formou um contraste bem interessante.

O.ce.a.no – A parte infinita de si mesmo que nunca conheceu, mas sempre suspeitou que estava ali. [2015, Whittier]

Vale muito a pena ler o livro, quero ler a edição em inglês também, já que os capítulos são curtos e a linguagem utilizada é fácil.

Por hoje é isso, até mais <3

Resenha: Anexos

Oie, tudo bem com vocês?

20161221_154818_richtonehdr

Hoje vim falar de um livro que eu adorei, super recomendo, escrito pela Rainbow Rowell, publicado pela Editora Novo Século, Anexos,  conta a história de um moço tímido, que trabalha vendo e-mails de outros funcionário, o Lincoln, onde ele precisa ler as mensagens que são filtradas por palavras ”proibidas”, assim  a empresa ter um controle se os funcionários estão fazendo algo contra as normas internas.  Ah, ele trabalha enquanto a empresa está fechada, ou seja, durante a noite.

20161221_154837_richtonehdr

20161221_154923_richtonehdr

Com vinte e oito anos, ainda não recuperado de seu último relacionamento, mora com sua mãe, mantém poucos amigos e os únicos momentos em que se sente vivo, é lendo os e-mails de Beth e Jennifer.

Lincoln O’Neil não consegue acreditar que este é agora o seu trabalho – ler e-mails de outras pessoas. Quando se candidatou para ser ”agente de segurança da internet”, se imaginou construindo firewalls e desmascarando hackers.

20161221_155116_richtonehdr

Outras duas funcionárias, Beth e Jennifer, melhores amigas, trocam e-mails divertidos, com as supostas palavras proibidas só para provocar a empresa. Mensagens divertidas, sobre suas vidas pessoais. Lincoln entra em um dilema, denunciar elas ou não?

No momento em que Lincoln percebe que está se envolvendo, tudo indica que já era tarde demais para se apresentar.

Os capítulos vão se intercalando, ora capítulos com as conversas de e-mails, ora texto contando sobre a vida das personagens.

20161221_154944_richtonehdr

Eu gostei bastante do livro, os personagens evoluem, Lincoln enfrenta seus medos, sua mãe (que quer ser a única mulher em sua vida), conquista bens materiais, e consegue enfrentar sua timidez. Em certos pontos, me identifiquei bastante com ele, por isso gostante tanto dele.

As meninas, também evoluem bastante, relacionamentos com fases difíceis e decisões difíceis.

20161221_155041_richtonehdr

Outro ponto que gostei bastante do livro, que ele foge de romances ‘normais’, temos pessoas longe dos 20 anos, de escola ou faculdade. Os problemas são mais reais, lendo dá para imaginar acontecendo na vida real. Há altos e baixos na histórias, momentos divertidos, tensos e tristes. O que faz ainda mais torna-se algo real.

Acho linda a edição, a paleta de cores, misturando o bege com o laranja. As ilustrações e referencias a história.

Bom, por hoje é isso. Espero que tenham gostado.

Até mais<3

 

 

Fuller House – Segunda Temporada

Oie, tudo bem?

64d0155af48efbb1f63d38350e64f011

Foto: Pinterest

Hoje vim falar de uma série que eu virei fã, a segunda temporada estreou no fim do ano passado com 13 episódios. Aqui no blog já fiz um post sobre a primeira temporada ( nesse link Fuller House).

Reencontramos a turma toda na época de fim de ano, Natal e Ano Novo.  Entre os acontecimentos, finalmente DJ vai escolher entre Matt, um antigo amigo de escola, e Steve, um companheiro de trabalho, porém tem uma surpresa um pouco desagradável.

No dia de Ação de Graças, todos os tio e parentes resolvem passar a data na casa da família, o que não falta é confusão!

Ah um dos episódios mais ‘ loucos’ é um que a banda New Kids on The Block aparecem na série, onde DJ é muito fã, ganha as entradas para o show, porém há um imprevisto.

Outro episodio que gostei bastante, é quando Stephanie vai para L.A. participar como cantora do programa do seu pai, a turma decide passear pelo set de filmagem, e ficam presos em uma cela de brincadeira. Um momento que foge um pouco do clima divertido, é quando ela conta para a família que não poderá ser mãe.

Gostei muito dessa temporada, rever os personagens, as tramas, é uma séria gostosinha de ver, o enredo é leve e divertido. Ótimo para relaxar.  Não uma grande trama ou um grande mistério a ser resolvido, remetendo a Full House e a primeira temporada de Fuller House.

Espero que tenham gostado.

Até mais <3

Resenha: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista

Oie, tudo bem?

Yeeeh primeira resenha de 2017!! Começando com um livro super levinho, gostoso, cheio de romance e viagem.  A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista  foi escrito pela Jennifer E. Smith e publicado pela Galera Record. divido em 223 páginas, o livro é um romance infanto-juvenil.

20170121_152538_richtonehdr

20170121_152613_richtonehdr

Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto de Nova Iorque, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver. Um britânico fofo, que senta ao seu lado na viagem para Londres.

O livro se passa a maior parte dentro de um avião. Após perder o voo, Hadley fica um pouco chateada de ter que esperar a próximo dentro de um lugar com várias pessoas. Em meio ao tumulto, Oliver oferece para levar a bagagem da moça.

Se o sentimento é verdadeiro, não precisa ficar mostrando para os outros. Tudo devia ser mais simples e ter um significado de verdade

20170121_152830_richtonehdr

Com a conversa, descobrem que estão no mesmo voo, e em poltronas próximas. Durante as sete horas, começam a se conhecerem.

O amor é a coisa mais estranha e sem lógica do mundo

Os pais de Hadley divorciaram-se a há um tempo, e agora o pai dela está para casar-se com uma britânica. Esse o motivo da viagem da moça para Londres, um pouco contra a sua vontade.

20170121_152640_richtonehdr

Ao chegar em Londres, após o casamento sai em busca de Oliver, e assim o rumo da história começa  a mudar um pouquinho.

Dentro dos capítulos, os parágrafos são divididos em presente e passado.  O momento atual leve a alguma parte do passado, assim podemos conhecer melhor sobre a família de Hadley.

20170121_152716_richtonehdr

Gostei bastante do livro, leve, divertido, achei interessante a história se passar em 24 horas. Fica a vontade de saber mais sobre o enredo.

Por hoje foi isso, espero que tenham gostado.

Até mais <3