Resenha: Deadpool

Oi, tudo bem?

Esse final de semana foi dia de cinema, a principio iriamos ver O Regresso, porém a sala estava sem ar concionado e a seção foi cancela. Tinha Deadpool passando, resolvemos ver esse.

f877e8e2-1c1b-4fb2-aa84-8cd42ea9060f.jpg

A história começa com uma briga, onde o DP quer matar uma pessoa que fez algo com ele. Acontece vários flashback  entre a vida dele de anti herói  e antes como mercenário, nas andanças em bares, ele conheceu Vanessa, começaram a se envolver e namorando. Depois do pedido de casamento, Wade ( futuro Deadpool), descobre que está com câncer terminal. Acaba indo para uma espécie de laboratório onde é submetido a situações de estress para ‘ativar’ seus poderes depois de injetado algumas substancias no corpo. Porém quando esse período terminou,  sua pele está totalmente deformada, então começa uma perseguição para pegar o homem que fez isso com ele.

O filme é legal, tem váriaas piadas envolvendo o elenco, os atores entre outras coisas, gostei muito disso, não fica algo muito ‘roteirizado’. A trilha sonora casa perfeitamente com as situações. Na metade para o fim do filme, entra dois X-Men, que ajudam ele nessa saga. Algo que me incomodou um pouco foi o fato de ter muito palavrões e afins, mas é uma das marcas do personagem, então…

É um filme de ‘super-heroi’, você vê o começo do filme já sabendo o fim, o decorrer do enredo é um pouco diferente dos filmes do gênero, rende boas risadas com certeza.

Por enquanto é isso.

Até mais <3

Anúncios

Resenha: Psicose

Oi, tudo bem?

Hoje vou resenhar um livro que há muito tempo eu queria ler, Psicose de Robert Bloch, publicado pela DarkSide Books, foi o livro que originou o filme  de Hitchcock. Em outubro tomei coragem e vi o filme, foi paixão a primeira vista. Desde então eu comecei a procurar o livro, achei ele semana passada, com muita sorte pois estava esgotado na editora.

20160202_092915.jpg

20160202_092939.jpg

O livro está  a venda com o box ‘Cine Book Club – Filmes para Ler’, que acompanham mais dois livros, ‘Os Goonies’ e ‘A Noite dos Mortos Vivos’.  Achei bem bonito e detalhado.

Cada livro vem acompanhado de um marca página inspirado na história.

20160202_093020.jpg

20160202_093107.jpg

 

Por que este livro instigou tanto o cineasta? O que ele viu de tão especial em Norman Bates? O que ele enxergou na atmosfera sombria do Bates Motel? É o que você vai descobrir ao ler esta nova tradução do livro fora de circulação por aqui há 50 anos.

Em Psicose somos aprestados a Norman Bates, um homem em torno de seus quarenta anos que mora com  sua mãe e toma conta do Bates Motel, localizado a beira da antiga estrada principal daquela cidade. Uma pessoa perturbada pelo passado, esconde segredos e não cria muitas suspeitas nos moradores.

A vida dele muda quando, Mary, uma mulher bonita rouba quarenta mil dólares do escritório onde trabalha e segue viagem até Fairvale, para encontrar seu noivo Sam e quitar a dívida que o pai dele deixou. A  principio, para ela parece uma ótima ideia, porém tudo muda quando resolve passar uma noite no motel, seu plano termina junto com aquele dia.

20160202_093230.jpg

Lila, irmã de Mary segue em busca do paradeiro de sua irmã, chega em Fairvale, onde Sam vive e cuida de uma loja de ferragens, os dois, juntos com um detetive do ex patrão de Mary, saem em busca para desvendar o mistério. O que descobrem são peças que não se encaixam e um xerife local que não está afim de se incomodar.

Mesmo eu conhecendo o enredo, foi uma experiencia agradável rever a história, relembrar alguns detalhes, e claro, o final. Mesmo já conhecendo, é sempre uma surpresa, é incrível como é muito bem escrito o livro, os crimes se encaixam sem deixar pistas. Conhecer 0 enredo não tornou a experiencia menos atrativa, pelo contrário, nas partes em que se conhece o final, ficava mais interessante. Quem não viu o filme, vai pensar que tal pessoa seja a culpada, ou então, quem seja o carrasco da história, e quando chega o clímax, é uma sensação de descoberta inxeplicável que como um detalhe muda totalmente o ponto de vista do livro inteiro. O livro inteiro se baseia em algo, e quando chega o final, é esclarecedor. Mesmo depois do livro e do filme, eu acho o final incrível, muito bem elaborado.

20160202_093248.jpg

É uma leitura fácil, são 237 páginas, é o tipo de livro que da vontade de continuar lendo e lendo. As divisões dos capítulos sempre começam com a frase que inicia o texto. Outra coisa que gostei foi muito, foi o fato de, todos os capítulos começam nas páginas da direita, nas fotos da pra entender melhor:

20160202_093342.jpg 20160202_093326.jpg

20160202_093315.jpg

Assim como o filme, eu adorei o livro, há poucas diferenças, como por exemplo, o jeito que Mary foi assassinada, no filme ela é esfaqueada, no livro é de outro feito, mas tem faca também. E a aparência de Norman é diferente. Eu recomendo ver primeiro o filme, conhecer a história e depois ler o livro, onde a narração é mais detalhada, contando alguns pensamentos de Norman. Não consigo escolher qual é o melhor, livro ou filme, ambos são excelentes!

Me empolguei no tamanho do texto hehe.

Por hoje foi isso.

Até mais <3

Atualização: Duas semanas após a compra do box eu voltei na livraria, o vendedor me chamou e disse que um dia depois que comprei, fui um casal procurando pelo Psicose ( que foi o livro que me fez comprar o box), ele disse para o casal que o último box tinha sido comprado, então o casal perguntou se foi eu que tinha comprado, o vendedor  disse que sim. Bom, até agora eu não faço ideia de quem é essa casal, peço por gentileza, se foi você, me avise!

Resenha: O Bom Dinossauro

9a8f8a7c-a0bc-4d8a-9d9d-27fc182a516f

OI, tudo bem?

Ontem foi dia de ir ao cinema para ver O Bom Dinossauro, uma animação da Disney que conta a história de Arlo, um dinossauro criança verde-fofo que é um diferente de seus irmãos, um pouco estabanado e medroso, vive fugindo das galinhas que há na fazenda onde mora.

Por conta do medo, Arlo não consegue cumprir corretamente suas tarefas o que deixa seus pais frustados. O inverno está chegando e a reserva de milho vai sumindo devido algum ‘bicho’ que ronda a fazenda, foi designado para Arlo a missão de matar essa criatura, quando chega a hora, o medo vence o pequeno dinossauro.

Seu pai fica bravo com tal atitude, e eles saem em busca para pegar a criatura, o que muda completamente o destino dessa família de dinossauros.

Se eu falar mais sobre a história, haverá spoilers, então vou falar sobre o que eu achei do filme, a animação é muito bem feita, o 3D da um efeito muito legal em várias cenas e muitaaa vontade de abraçar os personagens. A trilha sonora combina muito com os momentos do filme, a ideia de ter dinossauros no lugar de humanos foi criativa, eles tem as mesmas atividades que o uma comunidade rural teria há muito tempo atrás. Gosto muito de filmes que supõe uma realidade alternativa, no caso, se os dinossauros não tivessem morridos.

A mensagem que o filme passa é importante, se encaixa bem atualmente, para as crianças talvez seja um pouco difícil entender mas vale a pena elas verem, há cenas divertidíssimas.

Eu super recomendo o filme!!!

Por hoje é isso.

<3

 

Resenha: Psicose

OI, tudo bem?

Hoje vou falar de um filme que eu estava querendo ver há um tempo.

621534cde5f0b4bc518e6235c38243b3

Marion Crane

Psicose é um filme que foi lançado em 1960, e o diretor  é o ‘Mestre dos Filmes de Suspense’, Alfred Hitchcock. A história começa com Mary Crane, ela resolve fugir depois te ter roubada 40 mil dólares para ajudar seu namorado, no meio da viagem, decide parar no Bates Motel que fica na estrada.

Bates Motel

Bates Motel

Ela é atendida pelo tímido e estranho Norman Bates, que fica obcecado pela moça. Após um leite com sanduíche, Mary vai tomar um banho, porém a mãe do homem irritada com a situação decide dar um basta ( e nessa hora há uma das mais clássicas cenas e trilha sonora do cinema <3).

cf6eac5df03c495e630010db8be24717

Essa cena

É possível falar do enredo até aqui, se não os spoilers serão muitos, mas posso dizer que esse filme é incrível, é um suspense que prende atenção, e não aquele que deixa com medo, deixa com vontade de quero mais ( e tem!! ), a história prende a atenção, e deixa quem ta vendo com a questão ” Norman é culpado ou não?”.

4488f0f3ec35792e180b291d819ed0f9                                                           Norman Bates

O final do filme é ótimo, a ultima cena é de arrepiar. Eu não gosto muito de suspense/terror, mas esse filme é com certeza uma exceção, minha próxima compra literária vai ser o livro que inspirou o filme.

Algumas Curiosidades:

♠ Hitchcock comprou anonimamente os direitos do livro de Robert Blochque deu origem ao roteiro do filme; ele pagou onze mil dólares e depois comprou todas as cópias disponíveis para que ninguém o lesse e, consequentemente, seu final não fosse revelado;

♠ O sangue que aparece no banheiro na verdade é chocolate;

♠ Foi o primeiro filme norte-americano a mostrar um banheiro;

♠ As pessoas que participaram do filme (atores, produtores,…) tiveram que prometer não revelar nada importante sobre o enredo.

4a0184265e6a7954b8a75f372b392270                                                             Psycho

Por hoje é isso, se vocês já viram ou querem ver, deixe nos comentários.

<3