Resenha: O Oceano no Fim do Caminho

Oi, tudo bem?

dca3722d8fa3b14892375d383eef3822.jpg

Foto: Pinterest

Hoje vou falar sobre um livro que foi uma grande descoberta, O Oceano no Fim do Caminho, escrito por Neil Gaiman, conta um pouco da vida do protagonista, que não é mencionado o nome, ele está indo a um funeral perto da sua casa onde passou a infância, resolve parar e ver se as mulheres que ali moravam ainda vivem.

Começa a lembrar-se quando criança, que um minerador de opala morava com sua família, rouba o carro e é encontrado morto, desde então coisas sobrenaturais começam acontecer de forma sucinta, alguém está tentando dar dinheiro para as pessoas mas de uma forma não tão normal.

O Oceano no Fim do Caminho – Foi há quarenta anos, agora ele lembra muito bem. Quando os tempos ficaram difíceis e os pais decidiram que o quarto do alto da escada, que antes era dele, passaria a receber hóspedes. Ele só tinha sete anos. Um dos inquilinos foi o minerador de opala. O homem que certa noite roubou o carro da família e, ali dentro, parado num caminho deserto, cometeu suicídio. O homem cujo ato desesperado despertou forças que jamais deveriam ter sido perturbadas. Forças que não são deste mundo. Um horror primordial, sem controle, que foi libertado e passou a tomar os sonhos e a realidade das pessoas, inclusive os do menino. Ele sabia que os adultos não conseguiriam — e não deveriam — compreender os eventos que se desdobravam tão perto de casa. Sua família, ingenuamente envolvida e usada na batalha, estava em perigo, e somente o menino era capaz de perceber isso. A responsabilidade inescapável de defender seus entes queridos fez com que ele recorresse à única salvação possível: as três mulheres que moravam no fim do caminho. O lugar onde ele viu seu primeiro oceano

É nesse acontecimento que o protagonista conhece as Hempstock, mãe, filha e neta, que mora ali perto, ele  faz amizade com a criança e passam a brincar no quintal da casa, onde, hum… não é um quintal muito comum. Dentro da mata, sua amiga diz para não levar nada daquele lugar, porém um tipo de minhoca entra no seu pé. (ps- no dia que eu li essa parte, eu encontrei uma minhoca x.x)

Uma nova personagem entra na trama, a baba Úrsula, a primeira vista,  recatada, inteligente e uma ótima profissional. Traz junto alguns problemas para o protagonista. Em uma cena, o pai do menino influenciado por ela tenta algo terrível.

Nada nunca é igual. Seja um segundo mais tarde ou cem anos depois. Tudo está sempre se agitando e se revolvendo. E as pessoas mudam tanto quanto os oceanos.

O que eu achei do livro: não sei falar, apenas sentir!!!!! É muito bom, não dá para imaginar os rumos que a história toma, a cada coisa nova, eu ficava de pasma como é surpreendente a trama, os personagens, os ambientes, a escrita, os acontecimentos. TUDO. Um livro rápido de ler com 208 páginas. Como o autor crítica a ganancia, a forma de como irmãos, algumas vezes, são tratados de formas diferentes, e outras coisas.

Se você for ler, fique com a mente a aberta a uma nova forma de história.

Ps- tive que usar foto do Pinterest, porque meu exemplar está emprestado (sei que a pessoa vai devolver, e sei que ela vai ler esse recadinho hahah xoxo fox).

Bom, por  hoje é isso.

Até mais <3

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s