Resenha: Psicose

Oi, tudo bem?

Hoje vou resenhar um livro que há muito tempo eu queria ler, Psicose de Robert Bloch, publicado pela DarkSide Books, foi o livro que originou o filme  de Hitchcock. Em outubro tomei coragem e vi o filme, foi paixão a primeira vista. Desde então eu comecei a procurar o livro, achei ele semana passada, com muita sorte pois estava esgotado na editora.

20160202_092915.jpg

20160202_092939.jpg

O livro está  a venda com o box ‘Cine Book Club – Filmes para Ler’, que acompanham mais dois livros, ‘Os Goonies’ e ‘A Noite dos Mortos Vivos’.  Achei bem bonito e detalhado.

Cada livro vem acompanhado de um marca página inspirado na história.

20160202_093020.jpg

20160202_093107.jpg

 

Por que este livro instigou tanto o cineasta? O que ele viu de tão especial em Norman Bates? O que ele enxergou na atmosfera sombria do Bates Motel? É o que você vai descobrir ao ler esta nova tradução do livro fora de circulação por aqui há 50 anos.

Em Psicose somos aprestados a Norman Bates, um homem em torno de seus quarenta anos que mora com  sua mãe e toma conta do Bates Motel, localizado a beira da antiga estrada principal daquela cidade. Uma pessoa perturbada pelo passado, esconde segredos e não cria muitas suspeitas nos moradores.

A vida dele muda quando, Mary, uma mulher bonita rouba quarenta mil dólares do escritório onde trabalha e segue viagem até Fairvale, para encontrar seu noivo Sam e quitar a dívida que o pai dele deixou. A  principio, para ela parece uma ótima ideia, porém tudo muda quando resolve passar uma noite no motel, seu plano termina junto com aquele dia.

20160202_093230.jpg

Lila, irmã de Mary segue em busca do paradeiro de sua irmã, chega em Fairvale, onde Sam vive e cuida de uma loja de ferragens, os dois, juntos com um detetive do ex patrão de Mary, saem em busca para desvendar o mistério. O que descobrem são peças que não se encaixam e um xerife local que não está afim de se incomodar.

Mesmo eu conhecendo o enredo, foi uma experiencia agradável rever a história, relembrar alguns detalhes, e claro, o final. Mesmo já conhecendo, é sempre uma surpresa, é incrível como é muito bem escrito o livro, os crimes se encaixam sem deixar pistas. Conhecer 0 enredo não tornou a experiencia menos atrativa, pelo contrário, nas partes em que se conhece o final, ficava mais interessante. Quem não viu o filme, vai pensar que tal pessoa seja a culpada, ou então, quem seja o carrasco da história, e quando chega o clímax, é uma sensação de descoberta inxeplicável que como um detalhe muda totalmente o ponto de vista do livro inteiro. O livro inteiro se baseia em algo, e quando chega o final, é esclarecedor. Mesmo depois do livro e do filme, eu acho o final incrível, muito bem elaborado.

20160202_093248.jpg

É uma leitura fácil, são 237 páginas, é o tipo de livro que da vontade de continuar lendo e lendo. As divisões dos capítulos sempre começam com a frase que inicia o texto. Outra coisa que gostei foi muito, foi o fato de, todos os capítulos começam nas páginas da direita, nas fotos da pra entender melhor:

20160202_093342.jpg 20160202_093326.jpg

20160202_093315.jpg

Assim como o filme, eu adorei o livro, há poucas diferenças, como por exemplo, o jeito que Mary foi assassinada, no filme ela é esfaqueada, no livro é de outro feito, mas tem faca também. E a aparência de Norman é diferente. Eu recomendo ver primeiro o filme, conhecer a história e depois ler o livro, onde a narração é mais detalhada, contando alguns pensamentos de Norman. Não consigo escolher qual é o melhor, livro ou filme, ambos são excelentes!

Me empolguei no tamanho do texto hehe.

Por hoje foi isso.

Até mais <3

Atualização: Duas semanas após a compra do box eu voltei na livraria, o vendedor me chamou e disse que um dia depois que comprei, fui um casal procurando pelo Psicose ( que foi o livro que me fez comprar o box), ele disse para o casal que o último box tinha sido comprado, então o casal perguntou se foi eu que tinha comprado, o vendedor  disse que sim. Bom, até agora eu não faço ideia de quem é essa casal, peço por gentileza, se foi você, me avise!

Anúncios

2 comentários sobre “Resenha: Psicose

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s